O desejo que move os poetas não é ensinar, esclarecer, interpretar. O desejo que move os poetas é fazer soar de novo a melodia esquecida.
Rubem Alves

terça-feira, 14 de agosto de 2012

ORAÇÕES COORDENADAS - APRESENTAÇÃO

Bom dia, 9º ano!!!!!

Segue abaixo a apresentação da aula sobre ORAÇÕES COORDENADAS, conteúdo que constará na prova.
Bom estudo a todos e boa prova.

ORAÇÕES COORDENADAS

Profª Mônica

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

APRESENTAÇÃO FUNÇÕES DA LINGUAGEM - AULA DE 13/08/12

Boa noite pessoal do 9º ano!!!

Conforme combinamos, segue abaixo o link da apresentação das funções de linguagem, conteúdo para a prova.

Bom trabalho a todos!!

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

CRASE

Boa noite pessoal do 8º ano:

Conforme combinado, segue link abaixo sobre crase, conteúdo para a prova de quarta-feira.

Bom trabalho a todos.

APRESENTAÇÃO CRASE

sábado, 11 de agosto de 2012

NARRAÇÃO - TEXTO PARA ATIVIDADE

Boa tarde pessoas do 2º EM, como estão vocês?

Conforme combinamos ontem na escola, segue abaixo o link do texto sobre narração para que possam fazer suas atividades. Veja seu cronograma de entrega:
2ºB: 15/08
2ºC: 14/08
2ºD: 14/08
2ºE: 14/08

Após entrega, colocarei aqui a solução para que todos possam fazer seus apontamentos.

Bom trabalho a todos!!

NARRAÇÃO

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

MATERIAL PARA PROJETO DE SUSTENTABILIDADE

Olá pessoal!!

Segue abaixo, material para ampliar suas pesquisas sobre nosso projeto de sustentabilidade.
Clique direto no título e baixe os arquivos.
Bom trabalho a todos.

TEXTOS SUSTENTABILIDADE

MATERIAL DIDÁTICO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Descubra que tipo de aluno você é e aumente suas notas


03/08/2012
Identificar qual é o seu tipo de aprendizado é uma das melhores maneiras de aproveitar ainda mais os estudos e evitar frustrações desnecessárias


imagen-relacionada
Crédito: Shutterstock.com
Primeiramente, você precisa saber quais são as categorias de aprendizagem e como elas se diferenciam no processo de educação

As pessoas aprendem de maneiras diferentes. Identificar qual é o seu tipo de aprendizado é uma das melhores maneiras de aproveitar ainda mais os estudos e evitar frustrações desnecessárias. Primeiramente, você precisa saber quais são as categorias de aprendizagem e como elas se diferenciam no processo de educação.


Confira os tipos de aprendizagem:

Tipos de aprendizagem: 1. Alunos visuais

Características: 
  • Costumam falar rápido e interromper outras pessoas
  • Aprendem ao ver imagens e diagramas
  • Precisam de silêncio quando estudam
  • Imaginam conceitos a partir de imagens
  • Fazem anotações detalhadas
  • Gostam de sentar nas primeiras carteiras da sala de aula

Tipos de aprendizagem: 2. Alunos auditivos

Características: 
  • Falam mais lentamente e explicam bem conceitos e teorias
  • Possuem a tendência de serem ouvintes naturais
  • Repetem as coisas em voz alta
  • Pensam de forma linear
  • Leem lentamente
  • Preferem ouvir, ao invés de ler informações

Tipos de aprendizagem: 3. Alunos sinestésicos

Características: 
  • Falam mais lentamente
  • Aprendem quando fazem ou resolvem os problemas na prática
  • Gostam de abordagens práticas de ensino
  • Não conseguem ficar parados por muito tempo
  • Fazem intervalos quando estão estudando
  • Sofrem de períodos curtos de falta de atenção

Tipos de aprendizagem: 4. Alunos de escrita e leitura

Há ainda outro tipo de aprendizagem, ainda não confirmado cientificamente como os três primeiros, mas defendido por muitos pedagogos e próprios alunos. Esse tipo de aluno é aquele que gosta de aprender lendo e escrevendo os conteúdos.



Depois de identificar como você aprende, confira algumas dicas de estudo para aproveitar essas características da maneira mais eficiente possível:

Dicas de estudo: 1. Alunos visuais

  • Desenhe ou escreva quais são as informações mais importantes que você deve lembrar
  • Copie o que for escrito na lousa da sala de aula
  • Faça desenho e diagramas daquilo que escreve
  • Faça anotações e listas
  • Organize suas coisas com cores diferentes, canetas marca-texto
  • Circule ou sublinhe dados relevantes
  • Use fichas de anotações

Dicas de estudo: 2. Alunos auditivos

  • Associe fatos e informações com palavras-chave
  • Grave aulas, explicações e vídeos
  • Repita as informações do estudo com olhos fechados
  • Participe de debates em grupo
  • Decore anotações depois de escrevê-las

Dicas de estudo: 3. Alunos sinestésicos

  • Estude em pequenos blocos de tempo
  • Faça aulas práticas em laboratórios
  • Faça viagens de pesquisa de campo
  • Estude com outras pessoas
  • Use jogos de memória e fichas de anotações para memorizar conteúdos

Dicas de estudo: 4. Alunos de escrita e leitura

Como o nome já diz, a melhor forma de aprender para esse tipo de aluno é escrever o que se lê. Faça resumos, fichas de anotações e revisões daquilo que precisa estudar.



Entenda por que existe a prova de redação


02/08/2012
Você sabe por que a prova de redação existe? A prática da produção textual é um fator fundamental para um bom aproveitamento nos exames, comunicação escrita e principalmente quanto à exposição de suas ideias


imagen-relacionada
Crédito: Shutterstock.com
Redação é treino, não existe uma fórmula mágica para isso

Não é nenhum segredo que a parte mais complicada do vestibular é a prova de redação. Com o treino, muitos alunos conseguem desenvolver essa habilidade e escrever bons textos, mas afinal o que é avaliado em uma redação e por que ela existe nos vestibulares?


O primeiro ponto importante é que não se avalia a redação como as outras disciplinas técnicas. Não há exercícios com respostas comprovadas, de múltipla escolha ou matérias e mais matérias para resumir. A redação existe para avaliar o que as outras matérias não conseguem. É a partir dela que os corretores analisam a competência de formular uma resposta sustentável para o que foi proposto pelo tema da redação.

De acordo com o professor Francisco Platão, da rede Anglo de ensino, a redação analisa o grau de maturidade do candidato para defender as suas ideias com argumentos sustentáveis, por meio de um texto dissertativo. "A grande função da redação é examinar a capacidade do aluno em resolver de improviso os problemas que são propostos pela banca", explica.

Se você entra em pânico quando o assunto é redação, o conselho do professor é manter a calma e fazer no mínimo uma redação por semana para ficar mais seguro no dia da prova. "Redação é treino, não existe uma fórmula mágica para isso", afirma. Manter-se informado por meio de jornais, revistas e livros também é fundamental para uma boa escrita e aumento de repertório cultural.


A prova de redação do Enem 2012

A prova de redação vai exigir a produção de um texto em prosa, dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. (Baixe aqui o "Guia do participante - redação ENEM 2012" com todas as regras)

Nessa redação, o candidato deve defender uma tese, que é expressar uma opinião a respeito do tema proposto, apoiada em argumentos consistentes e estruturados de forma coesa e coerente. O texto deverá apresentar também uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos. A redação deve estar regida de acordo com a norma padrão da Língua Portuguesa.

Para não tirar nota zero, os alunos devem prestar muita atenção com a fuga do tema proposto pela banca, desobediência à estrutura dissertativo-argumentativa, impropérios, desenhos ou outras formas propositais de anulação, e principalmente com o número de linhas do texto. A redação deve conter mais de 7 linhas, do contrário, a nota da redação será nula.

Os candidatos também precisam cuidar para não cometer os 15 erros mais graves que desclassificam ou reduzem a nota da prova, como a falta de concordância do verbo com o sujeito, períodos incompletos que comprometem a compreensão e graves problemas de pontuação, entre outros.

As provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2012 acontecem nos dias 3 e 4 de novembro. O exame tem quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma redação. As provas vão tratar de quatro áreas de conhecimento do ensino médio.