O desejo que move os poetas não é ensinar, esclarecer, interpretar. O desejo que move os poetas é fazer soar de novo a melodia esquecida.
Rubem Alves

terça-feira, 19 de novembro de 2013

REVERENDO - TRABALHO PARA COMPLEMENTAÇÃO DE NOTA

Olá galera do Reverendo!!!

Seguem abaixo dois links para acessar os trabalhos para complementação de notas. Peço que me entreguem na quinta-feira, dia 21.

Bom feriado a todos.

CLASSES GRAMATICAIS

INTERPRETAÇÃO

BATISTA - TRABALHO PARA COMPLEMENTAÇÃO DE NOTA

Olá galera do Batista!

Segue abaixo dois links de trabalhos para complementar a nota do bimestre. Poderão ser feitos em duplas ou individual. Peço que me entreguem na quinta-feira, dia 21, por favor.

Abraço e bom feriado.

CLASSES GRAMATICAIS

ORAÇÕES SUBORDINADAS

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

REGÊNCIA VERBAL

Caríssimos alunos

Segue apresentação de regência verbal para estudo.
Bom trabalho a todos!

REGÊNCIA VERBAL

domingo, 25 de agosto de 2013

CONJUÇÕES

Boa noite, pessoal.

Desculpem a demora.
Segue abaixo link da apresentação de conjunções da aula da semana passado.
Bons estudos a todos.

Conjunções

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

AVALIAÇÃO CONTÍNUA I - PARA CORREÇÃO

Pessoal do 9º ano.

Segue abaixo o modelo da avaliação para que vocês possam fazer a correção em sala de aula.

AVALIAÇÃO CONTÍNUA I – 3º BIMESTRE

(Níquel Náusea — Nem tudo que balança cai. São Paulo: Devir, 2003. P. 12.)

1.      No 1º quadrinho da tira, na fala do beija-flor, há uma oração subordinada substantiva. Identifique-a e classifique-a. (2,5)


      2.      Classifique as orações subordinadas substantivas abaixo em subjetiva, objetiva direta, objetiva indireta, completiva nominal, predicativa ou apositiva. (2,5)
a)      Fizeram a seguinte advertência: que o trabalho fosso secreto.   ____________________________
b)      É possível que as provas sejam anuladas.                                   ____________________________
c)      A boa notícia do dia seria que descobrissem a cura da AIDS.  ____________________________
d)     Alguém lhe perguntou de onde vinha.                                       ____________________________
e)      Ninguém soube se morrera de desgosto.                                    ____________________________
f)       Inteirei-me de que ela havia mentido.                                        ____________________________
g)      Queríamos saber onde estava o proprietário do veículo.            ____________________________
h)      Foi permitido que se estacionasse na calçada.                            ____________________________
i)        Seria conveniente que a empresa contivesse os gastos.              ____________________________
j)        Ninguém sabe quem são os assaltantes.                                     ____________________________

3.      (F. Tibiriçá-SP) No período "Todos tinham certeza de que seriam aprovados", a oração destacada é: (2,5)
a)      Substantiva objetiva indireta
b)      Substantiva completiva nominal
c)      Substantiva apositiva
d)     Substantiva subjetiva
e)      Substantiva objetiva direta

           4.      O que são orações subordinadas substantivas? (2,5)

sexta-feira, 26 de julho de 2013

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA - 8º E 9º ANOS (BATISTA)

Olá pessoal!!

Tenho certeza de que vocês aproveitaram muito suas férias. Que bom!
Eis que agora é hora de voltar!
Sendo assim, precisamos garantir o sucesso do 2º semestre, não é mesmo?
Segue abaixo um cronograma de atividades para darmos início ao 3º bimestre. Tirarei todas as dúvidas na próxima semana em nosso retorno. Bom fim de semana a todos e até a próxima semana.
Profª Mônica (Monni Duka)

8º ano

Síntese no caderno: Grupo 6, capítulo 11, páginas 9 a 11.
                               Atividades 91, 92 e 93, páginas 20 a 32.
                               1 ponto
                               Entregar em 12/08

                               Grupo 6, capítulo 11, páginas 17 e 18.
                               Atividades 98, 99 e 100, páginas 47 a 58
                               1 ponto
                               Entregar em 13/08

9º ano

Síntese no caderno: Grupo 5, capítulo 10, páginas 21 a 24.
                               Atividades 58, páginas 117 a 125.
                               1 ponto
                               Entregar em 08/08

                               Grupo 6, capítulo 11, páginas 11 e 15.
                               Atividades 63, 64 e 65, páginas 99 a 104
                               1 ponto
                               entregar em 09/08

                               Grupo 7, capítulo 13, páginas 21 e 25.
                               Atividades 74, 75 e 76, páginas 241 a 248
                               1 ponto
                               entregar em 13/08

Seminário
16/08 - 9ºA
19/08 - 9ºB
Grupo 8 - páginas 105 a 111
Atividades 79 e 80

Apresentação: 8 pontos
Atividades: 2 pontos

Temas:

  • Arte
  • Expressionismo
  • Naturalismo
  • Surrealismo
  • Cinema
  • Cinema Nacional


Bons estudos e bom retorno a todos!

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Produção Textual

Saiba como elaborar uma boa dissertação
DÍLSON CATARINO
especial para o
 Fovest Online 

Nesta primeira aula sobre redação, estudaremos uma das maneiras mais fáceis de se elaborar uma dissertação. Tente produzir um texto, da maneira como veremos aqui.

Dissertar é o ato de discorrer sobre determinado assunto, buscando sempre argumentações que levem a alguma conclusão.

Para elaborar uma dissertação de vestibular, o aluno deve, antes de começar a escrever, planejar cuidadosamente o texto. O planejamento da dissertação deve seguir rigorosamente os seguintes aspectos:

1)Ler atentamente o tema, buscando as mensagens que o autor da frase quis passar ao leitor, ou seja, descobrir a intenção do autor ao escrever a frase.

2)Reler o tema, anotando as palavras-chave - palavra que encerra o significado global de um contexto, ou que o explica e identifica-o.

3)Interpretar o tema denotativamente:
 definir o sentido do tema, ou seja, alcançar com a inteligência a intenção do autor, buscando as mensagens que ele quis passar ao leitor, partindo das palavras-chave e elaborando perguntas relacionadas ao tema.

4)Interpretar, se necessário,conotativamente
 o tema: compreender o significado das palavras usadas em sentido figurado.

5)Delimitar a idéia apresentada pelo tema:
 reestruturar o tema com suas próprias palavras, de acordo com a interpretação feita anteriormente, ou seja, escrever um pequeno parágrafo, demonstrando o que você entendeu do tema.

6) Decidir qual será o
 objetivo final de seu texto, ou seja, qual será a conclusão a que se quer chegar.

7) Refletir sobre os
 argumentos que poderão ser utilizados para chegar à conclusão escolhida, selecionando aqueles que mais condizem com o tema.

8)Elaborar a dissertação.



Método 1 para elaborar a dissertação


A primeira providência é perguntar ao temapor quê?

Escolha duas ou três respostas, que serão utilizadas como argumentos no desenvolvimento.

Por exemplo:"As cidades modernas estão tornando-se desumanas."

Por quê?


1. Tem ocorrido o inchaço populacional.

2. O trânsito torna-se a cada dia mais violento.

3. A poluição prejudica a saúde do homem.

Escritas as respostas, passaremos a pensar na introdução:

Introdução:

Para elaborar a introdução, pode-se reescrever o tema, reestruturando-o sintaticamente. Para isso, utilize suas próprias palavras, não apenas substituindo as do tema por sinônimos e apresente os três argumentos das respostas. Por exemplo:

"Viver bem nas cidades modernas, a cada dia que passa, torna-se mais difícil, pois o número de habitantes tem aumentado exageradamente, a violência no trânsito parece ter-se tornado incontrolável e os índices de poluição crescem cotidianamente, o que leva as metrópoles a serem consideradas desumanas."

Pronto. Eis aí um rascunho da introdução. Depois, passe-o a limpo, aprimorando-o, ou seja, melhorando sua estrutura sintática.

A introdução deve conter aproximadamente 5 linhas.

Desenvolvimento:

O desenvolvimento da redação é a apresentação dos argumentos, cada um em um parágrafo diferente, utilizando elementos concretos, exemplos sólidos, que sejam importantes para a sociedade de um modo geral.

No primeiro parágrafo do desenvolvimento da redação citada, argumenta-se sobre as causas e as conseqüências do inchaço populacional, exemplificando.

No segundo parágrafo, discute-se acerca do trânsito, que está cada dia mais caótico e violento.

No terceiro parágrafo, apresenta-se a poluição como elemento importante na discussão sobre a desumanização das cidades modernas.

Cada parágrafo do desenvolvimento também deve conter aproximadamente 5 linhas.

Conclusão:

A conclusão pode iniciar-se com uma expressão que remeta ao que foi dito nos parágrafos anteriores, tentando buscar uma solução. A ela deve seguir-se uma reafirmação do tema e um comentário sobre os fatos mencionados ao longo da dissertação. Por exemplo:

"É imprescindível que todos os cidadão se conscientizem de que cada um deve tentar minimizar os problemas urbanos, diminuindo os índices de poluição, racionalizando o trânsito e conseguindo moradia decente para todos. Só assim se conseguirá viver humanamente nas cidades modernas."

Esse foi o objetivo escolhido antes de iniciar a dissertação: a conscientização de que, se os principais problemas das grandes cidades não forem diminuídos, não haverá possibilidades de se viver humanamente.

Exercício:

Agora é a sua vez. Escolha um dos temas abaixo, ou escreva sobre o tema da aula, e, utilizando o esquema estudado, elabore uma dissertação de no mínimo 20 linhas e no máximo 30.

Tema 01:
 Luta-se por ideais no ardor dos vinte anos; difícil é manter a chama, quando a juventude passa.

Tema 02:
 A tecnologia ensinou uma lição à humanidade: nada é impossível. (Lewis Mumford)

Fonte: Folha Online - Fovest


terça-feira, 28 de maio de 2013

FGV vai oferecer cursinho para estudantes de escolas públicas


26/05/2013 - 01h55 
FELIPE MAIA
EDITOR-ADJUNTO DE "CARREIRAS E NEGÓCIOS"
Só um dos 50 alunos que entraram neste ano na turma de administração pública da Fundação Getulio Vargas terminou o ensino médio em uma escola do governo.
Para tentar tornar o curso mais plural, estudantes da instituição, com apoio da direção, vão lançar no segundo semestre um cursinho para estudantes de colégios públicos. O objetivo é que eles tenham mais chances de passar no vestibular.
De acordo com Marco Antonio Teixeira, 47, vice-coordenador do curso, a ideia é que esse público deixe de se "autoexcluir". A mensalidade da graduação é de cerca de R$ 2.800.
"Nós temos políticas de bolsa. Se o aluno entrou por mérito, não vai deixar de estudar por causa de dinheiro."
Hoje, em torno de 25% dos estudantes de administração da instituição têm alguma ajuda financeira, desde bolsas totais até modalidades em que os valores são devolvidos após a formatura.
Existe a percepção de que atrair alunos de diferentes origens influencia na qualidade da formação.
"Um dos princípios fundamentais é aumentar a pluralidade de ideias e de valores. Isso vai ser positivo para o curso", afirma Bruna Henrique Caruso, 19, uma das responsáveis pela iniciativa.
O Insper, outra instituição de elite, com mensalidade média de R$ 3.050, adota o mesmo discurso.
De acordo com a gerente de relacionamento institucional, Camila Du Plessis, 6% dos 1.500 alunos têm alguma modalidade de bolsa. "É pouco, mas o que acontece é que muitos deles [estudantes de escola pública] não passam no vestibular."
As inscrições para o cursinho da FGV devem começar no fim junho e as aulas, em agosto. Os interessados serão avaliados por meio de questionários socioeconômicos e de entrevistas. No total, devem ser abertas 40 vagas.
As aulas serão ministradas por estudantes de pós-graduação e de mestrado da FGV.

fonte: http://classificados.folha.uol.com.br/empregos/2013/05/1284625-fgv-vai-oferecer-cursinho-para-estudantes-de-escolas-publicas.shtml

domingo, 19 de maio de 2013

ROTEIRO DE TRABALHO - 8ª SÉRIES - REVERENDO

Boa tarde pessoal!

Segue o link com as orientações do trabalho de português para ser entregue na próxima quarta-feira, dia 22.
Bom trabalho a todos.

Profª Mônica

ROTEIRO E ORIENTAÇÃO - TRABALHO DE LÍNGUA PORTUGUESA

domingo, 12 de maio de 2013

Um dia de MERDA! Por Luiz Fernando Veríssimo



Aeroporto Santos Dumont, 15:30 . Senti um pequeno mal estar causado por uma cólica intestinal, mas nada que uma urinada ou uma barrigada não aliviasse Mas, atrasado para chegar ao ônibus que me levaria para o Galeão, de onde partiria o vôo para Miami, resolvi segurar as pontas . Afinal de contas são só uns 15 minutos de busão. ” Chegando lá, tenho tempo de sobra para dar aquela mijadinha esperta, tranqüilo .” O avião só sairia as 16:30.
Entrando no ônibus, sem sanitários . Senti a primeira contração e tomei consciência de que minha gravidez fecal chegara ao nono mês e que faria um parto de cócoras assim que entrasse no banheiro do aeroporto. Virei para o meu amigo que me acompanhava e, sutil, falei: “Cara, mal posso esperar para chegar na merda do aeroporto porque preciso largar um barro”
Nesse momento, senti um urubu beliscando minha cueca, mas botei a força de vontade para trabalhar e segurei a onda . O ônibus nem tinha começado a andar quando, para meu desespero, uma voz disse pelo alto falante:
“Senhoras e senhores, nossa viagem entre os dois aeroportos levará em torno de 1 hora, devido à obras na pista .” Aí o urubu ficou maluco querendo sair a qualquer custo. Fiz um esforço hercúleo para segurar o trem merda que estava para chegar na estação ânus a qualquer momento. Suava em bicas. Meu amigo percebeu e, como bom amigo que era, aproveitou para tirar um sarro. O alívio provisório veio em forma de bolhas estomacais, indicando que pelo menos por enquanto as coisas tinham se acomodado. Tentava me distrair vendo TV mas só conseguia pensar em um banheiro, não com uma privada, mas com um vaso sanitário tão branco e tão limpo que alguém poderia botar seu almoço nele . E o papel higiênico então: branco e macio, com textura e perfume e, ops, senti um volume almofadado entre meu traseiro e o assento do ônibus e percebi, consternado, que havia cagado .
Um cocô sólido e comprido daqueles que dão orgulho de pai ao seu autor. Daqueles que da vontade de ligar pros amigos e parentes e convidá-los a apreciar na privada . Tão perfeita obra, dava pra expor em uma bienal .
Mas sem dúvida, a situação tava tensa . Olhei para o meu amigo, procurando um pouco de solidariedade, e confessei sério : ” Cara, caguei.” Quando meu amigo parou de rir, uns cinco minutos depois, aconselhou – me a relaxar, pois agora estava tudo sob controle . ” Que se dane, me limpo no aeroporto ” – pensei . “Pior que isso não fico .” Mal o ônibus entrou em movimento, a cólica recomeçou forte . Arregalei os olhos, segurei-me na cadeira mas não pude evitar, e sem muita cerimônia ou anunciação, veio a segunda leva de merda . Desta vez, como uma pasta morna.
Foi merda para tudo que e lado, borrando, esquentando e melando a bunda, cueca, barra da camisa, pernas, panturrilha, calças, meias e pés . E mais uma cólica anunciando mais merda, agora líquida, das que queimam o fiofó do freguês ao sair rumo a liberdade . E depois um peido tipo bufa, que eu nem tentei segurar, afinal de contas o que era um peidinho para quem já estava todo cagado . Já o peido seguinte, foi do tipo que pesa . E me caguei pela quarta vez .
Lembrei de um amigo que certa vez estava com tanta caganeira que resolveu botar modess na cueca , mas colocou as linhas adesivas viradas para cima e quando foi tirá-lo levou metade dos pelos do rabo junto . Mas era tarde demais para tal artifício absorvente . Tinha menstruado tanta merda que nem uma bomba de cisterna poderia me ajudar a limpar a sujeirada .
Finalmente cheguei ao aeroporto e saindo apressado com passos curtinhos, supliquei ao meu amigo que apanhasse minha mala no bagageiro do ônibus e a levasse ao sanitário do aeroporto para que eu pudesse trocar de roupas.
Corri ao banheiro e entrando de boxe em boxe, constatei a falta de papel higiênico em todos os cinco . Olhei para cima e blasfemei: “Agora chega, né ?” Entrei no último, sem papel mesmo, e tirei a roupa toda para analisar minha situação (que conclui como sendo o fundo do poço ) e esperar pela minha salvação, com roupas limpinhas e cheirosinhas e com ela uma lufada de dignidade no meu dia .
Meu amigo entrou no banheiro com pressa, tinha feito o ” check-in ” e ia correndo tentar segurar o vôo . Jogou por cima do boxe o cartão de embarque e uma maleta de mão e saiu antes de qualquer protesto de minha parte . Ele tinha despachado a mala com roupas . Na mala de mão só tinha um pulôver de gola “V”. A temperatura em Miami era de aproximadamente 35 graus .
Desesperado comecei a analisar quais de minhas roupas seriam, de algum modo, aproveitáveis . Minha cueca , joguei no lixo . A camisa era história . As calças estavam deploráveis e assim como minhas meias, mudaram de cor tingidas pela merda . Meus sapatos estavam nota 3, numa escala de 1 a 10
Teria que improvisar . A invenção é mãe da necessidade, então transformei uma simples privada em uma magnifica máquina de lavar . Virei a calça do lado avesso, segurei-a pela barra, e mergulhei a parte atingida na água..
Comecei a dar descarga até que o grosso da merda se desprendeu . Estava pronto para embarcar . Saí do banheiro e atravessei o aeroporto em direção ao portão de embarque trajando sapatos sem meias, as calcas do lado avesso e molhadas da cintura ao joelho (não exatamente limpas) e o pulôver gola “V”, sem camisa . Mas caminhava com a dignidade de um lorde.
Embarquei no avião, onde todos os passageiros estavam esperando ” O RAPAZ QUE ESTAVA NO BANHEIRO” e atravessei todo o corredor até o meu assento, ao lado do meu amigo que sorria . A aeromoça aproximou-se e perguntou se precisava de algo . Eu cheguei a pensar em pedir 120 toalhinhas perfumadas para disfarçar o cheiro de fossa transbordante e uma gilete para cortar os pulsos, mas decidi não pedir: ” Nada , obrigado . Eu só queria esquecer este dia de merda !!! “

sexta-feira, 22 de março de 2013



 - Por UOL Música

"Quem acha que não foram influência, não sabe apreciar"

O 4º e último capítulo do "Especial Beatles – 50 anos de Beatlemania" traz detalhes do legado que a banda de Liverpool deixou e mostra como a indústria musical, desde então, tem seguido e copiado tudo que foi descoberto e aprimorado pela banda que mudou os rumos da música mundial.

"Eles fizeram muito mais do que seria necessário. Depois, eu vi como as músicas deles eram bonitas!", relembra Caetano Veloso. Tanto na performance nos palcos quanto no estúdio, o quarteto inglês mostrou sua genialidade ao longo de sua trajetória e continua sendo reconhecido por todas as gerações de músicos. "A ideia do pop song vem das mãos deles. Eles escreveram o manual para nós", ressalta Ritchie.

Além dos depoimentos de Caetano, Cauby, Ronnie Von, Ritchie, Renato Barros (Renato e Seus Blue Caps), Odair José e Lilian Knapp (Leno e Lilian), o internauta pode curtir no episódio trechos dos clipes de "Do You Want To Know a Secret?", "A Taste of Honey", "There’s a Place" e "Twist and Shout".

ARTIGO DE OPINIÃO


Boa Noite, pessoal do 8ºA!
Segue abaixo, conforme combinado na aula, um breve conceito de artigo de opinião para que vocês possam fazer o trabalho. Lembrem-se, aqui é apenas uma orientação, fazendo-se necessário que vocês aprofundem suas pesquisas.
Bom trabalho a todos.
Profª Mônica

É comum encontrar circulando no rádio, na TV, nas revistas, nos jornais, temas polêmicos que exigem uma posição por parte dos ouvintes, espectadores eleitores, por isso, o autor geralmente apresenta seu ponto de vista sobre o tema em questão através do artigo de opinião.
É importante estar preparado para produzir esse tipo de texto, pois em algum momento poderão surgir 
oportunidades ou necessidades de expor ideias pessoais através da escrita.
Nos gêneros argumentativos, o 
autor geralmente tem a intenção de convencer seus interlocutores e, para isso, precisa apresentar bons argumentos, que consistem em verdades e opiniões.O artigo de opinião é fundamentado em impressões pessoais do autor do texto e, por isso, são fáceis de contestar.
Para produzir um bom artigo de opinião é aconselhável seguir algumas orientações. Observe:
a) Após a leitura de vários pontos de vista, anote num papel os argumentos que mais lhe agradam, eles podem ser úteis para fundamentar o ponto de vista que você irá desenvolver.
b) Ao compor seu texto, leve em consideração o interlocutor: quem irá ler a sua produção. A linguagem deve ser adequada ao gênero e ao perfil do público 
leitor.c) Escolha os argumentos, entre os que anotou, que podem fundamentar a ideia principal do texto de modo mais consciente, e desenvolva-os.
d) Pense num enunciado capaz de expressar a ideia principal que pretende defender.
e) Pense na melhor forma possível de concluir seu texto: retome o que foi exposto, ou confirme a ideia principal, ou faça uma citação de algum escritor ou alguém importante na área relativa ao tema debatido.
f) Crie um título que desperte o interesse e a curiosidade do leitor.
g) Formate seu texto em colunas e coloque entre elas uma chamada (um importante e pequeno trecho do seu texto).
h) Após o término do texto, releia e observe se nele você se posiciona claramente sobre o tema; se a ideia está fundamentada em argumentos fortes e se estão bem desenvolvidos; se a linguagem está adequada ao gênero; se o texto apresenta título e se é convidativo e, por fim, observe se o texto como um todo é persuasivo.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 8º ANO


AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 2013

Leia o texto abaixo e responda as questões que seguem.

De gramática e de Linguagem (Mário Quintana)


1."E havia uma gramática que dizia assim:
2."Substantivo (concreto) é tudo quanto indica
3.Pessoa, animal ou cousa: João, sabiá, caneta".
4.Eu gosto das cousas. As cousas sim !...
5.As pessoas atrapalham. Estão em toda parte. Multiplicam-se em excesso.

6.As cousas são quietas. Bastam-se. Não se metem com ninguém.
7.Uma pedra. Um armário. Um ovo, nem sempre,
8.Ovo pode estar choco: é inquietante...
9.As cousas vivem metidas com as suas cousas.
10.E não exigem nada.
11.Apenas que não as tirem do lugar onde estão.
12.E João pode neste mesmo instante vir bater à nossa porta.
13.Para quê? Não importa: João vem!
14.E há de estar triste ou alegre, reticente ou falastrão,
15.Amigo ou adverso...João só será definitivo
16.Quando esticar a canela. Morre, João...
17.Mas o bom mesmo, são os adjetivos,
18.Os puros adjetivos isentos de qualquer objeto.
19.Verde. Macio. Áspero. Rente. Escuro. Luminoso.
20.Sonoro. Lento. Eu sonho
21.Com uma linguagem composta unicamente de adjetivos
22.Como decerto é a linguagem das plantas e dos animais.
23.Ainda mais:
24.Eu sonho com um poema
25.Cujas palavras sumarentas escorram
26.Como a polpa de um fruto maduro em tua boca,
27.Um poema que te mate de amor
28.Antes mesmo que tu saibas o misterioso sentido:
29.Basta provares o seu gosto..."


Observe o trecho do poema:
“...E João pode neste mesmo instante vir bater à nossa porta.
Para quê? Não importa: João vem!
E há de estar triste ou alegre, reticente ou falastrão,...”

1.      A que “palavra” se referem as palavras destacadas? A que classe gramatical elas pertencem? E qual a classe gramática da palavra a que se referem?
2.      “As pessoas atrapalham. Estão em toda parte. Multiplicam-se em excesso.”
Temos acima uma frase, uma oração ou um período? Justifique.
3.      Destaque um advérbio da linha 21.
4.      Leia o trecho abaixo e destaque dele o pronome relativo.
“Eu sonho com um poema
Cujas palavras sumarentas escorram”
5.      Destaque do texto uma oração.
6.      Destaque do texto um período.
7.      Faça a análise morfológica de todas as palavras que compõem o trecho abaixo.
“Os puros adjetivos isentos de qualquer objeto.”
Poema só para Jaime Orvalle
Quando hoje acordei, ainda fazia escuro
(Embora a manhã já estivesse avançada).
Chovia.
Chovia uma triste chuva de resignação
Como contraste e consolo ao calor  tempestuoso da noite.
Então me levantei,
Bebi o café que eu mesmo preparei.
Depois me deitei novamente, acendi um cigarro e fiquei pensando...
- Humildemente pensando na vida e nas mulheres que amei.
(BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. 8 ed. Rio de Janeiro, José Olympio, 1980. P. 466.)

8.      Preste atenção ao titulo do poema. A palavra quer dizer que se trata de uma poema solitário ou que é um poema exclusivamente dedicado ao Jaime Orvalle? Será que é possível interpretá-la de duas maneiras diferentes? Parece que sim... aliás, esse é um dos primeiros pontos a atentar no beleza poética do texto. Se você atribuir à palavra a significação de solitário, sozinho, qual a sua classificação morfológica? E se você interpretar como exclusivamente, somente?
9.      Dê a classe gramatical a que pertence cada uma das três palavras em destaque no primeiro verso.
10.  Retire os adjetivos presentes no quarto e quinto versos do poema e os substantivos a que se referem.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

VOLTA ÀS AULAS

Salve Galera do Reverendo e do IEBB!

Voltamos!
2013 será um ano de muitas realizações, porém, muito trabalho.
Nosso blog volta com novas atividades para auxilio do nosso ano letivo. Que todos possam aproveitar ao máximo tudo que ver em sala de aula levando o conhecimento para a vida.
Desejo a todos muito sucesso em 2013, mas não esqueçam que sucesso só vem antes do trabalho no dicionario, por isso, mão a obra!

Grande beijo a todos e felicidades.

Com carinho,
Profª Mônica (Monni Duka)

sábado, 19 de janeiro de 2013

FELIZ ANIVERSÁRIO JANIS JOPLIN


Janis Joplin, a Rainha do Rock n' Roll, completaria 70 anos

1/18/2013 1:29:04 PM
 



Janis Joplin; consagrada por sua voz, atitude e intensidade, a “Rainha do Rock n' Roll” completaria 70 anos neste sábado. Antes dela, as mulheres no universo musical tinham que ter por obrigação bons modos, elegância e comportamento exemplar. Joplin quebrou todos esses tabus e conquistou o público com um vocal gritado e muita entrega no palco.

Bebidas, drogas e muita música... Esse era o dia a dia da cantora que começou a ganhar a vida assim que saiu do Texas e foi para San Francisco, Califórnia. Inspirada em grandes nomes do blues e folk como Bessie Smith e Billie Holiday, pouco tempo depois foi considerada “a maior cantora de blues da sua geração”.

Já como estrela, Joplin protagonizava escândalos em suas apresentações e no cotidiano. Em sua breve passagem pelo Brasil, a cantora fez topless na praia de Copacabana, cantou em bordéis, foi expulsa do Copacabana Palace por nadar nua na piscina e quase foi presa por suas atitudes, digamos, excêntricas. Enfim a frase “sexo, drogas e rock n' roll” estava personificada.

O álbum que gravou em 1967 com a banda de acid rock Big Brother and the Holding Company saiu poucos dias depois da participação explosiva da banda no Monterey Pop, festival em que Jimi Hendrix queimou sua guitarra no palco.

Janis lançou seu principal álbum em 1968, "Cheap Thrills". De gênio difícil, largou o Big Brother e formou a Kozmic Blues Band. Com ela gravou o disco "I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama!", em 1969, e se apresentou no festival de Woodstock.

Brigou mais uma vez com os integrantes e logo arranjou outro grupo, Full Tilt Boogie Band. O resultado só seria ouvido em 1971, no disco póstumo "Pearl".

Janis foi encontrada morta num hotel em Los Angeles, no dia 4 de outubro de 1970, aos 27 anos, vítima de overdose de heroína e possivelmente combinada com álcool.

Janis Joplin é lembrada até hoje pela voz marcante e pelos temas de dor e perda que escolhia para suas canções. Definitivamente deixou saudades. 

in: http://revista.cifras.com.br/noticia/janis-joplin-a-rainha-do-rock-n-roll-completaria-70-anos_5247

Veja alguns videos de sucessos de Janis Joplin e, divirta-se, cuta!!!!





Abraço a todos!!

MonniDuka